‘Black blocs’ são organização criminosa, diz Delegado

0

Representantes das polícias Militar, Civil e do Ministério Público de São Paulo se reuniram pela primeira vez, nesta quarta-feira (16), no Fórum Criminal da Barra Funda (zona oeste), desde que o Governo do Estado anunciou a criação de uma força-tarefa para reprimir a ação de vândalos durante protestos na capital paulista, sobretudo adeptos da tática “black bloc”.

O trabalho conjunto é uma das “medidas enérgicas” anunciada pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) após a manifestação de segunda-feira da semana passada, quando lojas, agências bancárias, lanchonetes e até um carro da Polícia Civil foram depredados na região central da capital, em uma das noites mais violentas desde os protestos de junho.

“A intenção é descobrir quem eles são, de onde vêm. Eles são uma organização criminosa? Sim. E nossa função é provar isso”, afirmou o diretor do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), Wagner Giudice, após o encontro. “São as mesmas pessoas que agem coordenadamente, previamente, combinadas para ir no local e cometer uma série de crimes”, disse.

Fonte: Folha de São Paulo

{jcomments on}

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA