Coréia do Norte lança míssil que falha e explode

0

A situação que já era tensa na península coreana ficou ainda mais complexa.

A Coréia do Norte lançou o que parece ser um míssil balístico teste, que devido a problemas, explodiu logo após o lançamento.

Com essa postura o regime comunista afronta a comunidade internacional de maneira perigosa e quase suicida.

A Coréia do Norte comemorou neste sábado, dia 15 de abril, os 105 anos do fundador do regime comunista, que é o avô do atual ditador. Nos últimos anos o país, como forma de demonstrar força bélica interna e externamente, vem realizando testes balísticos com mísseis de curto e médio alcances, e testes nucleares subterrâneos. Neste ano, devido ao aumento das tensões com os Estados Unidos depois que 3 mísseis lançados pela Coréia do Norte chegaram as águas do Japão, aliado dos EUA, o país comunista foi alertado para suspender os testes imediatamente pelo próprio presidente norte-americano, Donald Trump, pela Coréia do Sul, pelo Japão e, para a surpresa de todos, pela China. Beijing avisou ontem aos Norte Coreanos para que não lançassem mísseis ou realizassem testes nucleares neste sábado para não agravar os ânimos já acirrados na região e nos EUA. Os avisos de velhos inimigos e do grande aliado chinês encontraram ouvidos moucos. Agora é questão de tempo até que haja algum tipo de retaliação, que pode partir de qualquer um dos países envolvidos mas principalmente dos Estados Unidos, que já enviaram uma frota com navios nucleares e um porta-aviões para os mares da Coréia. A frota deverá chegar em poucos dias. Uma frota japonesa navega a todo vapor para se juntar aos americanos. A tensão está chegando ao ápice.

Segue a notícia publicada pelo site Sul Coreano THE KOREA TIMES:

“Uma tentativa da Coréia do Norte de lançar um míssil no domingo acabou em fracasso, disse o Ministério da Defesa da Coréia do Sul.

“A Coréia do Norte tentou testar um tipo não identificado de míssil na província de Hamkyong, nesta manhã, mas suspeitamos que o lançamento falhou”, disse o ministério em comunicado.

O ministério disse que estava analisando o teste para mais detalhes.

O Corpo de Estado Maior da Coréia do Sul confirmou o lançamento do míssil.

A tentativa de lançamento de mísseis veio em meio a tensões crescentes com os Estados Unidos que está enviando um grupo de ataque de porta-aviões para águas da península coreana para dissuadir potenciais provocações norte-coreanas, como um teste nuclear.

O presidente dos EUA, Donald Trump, prometeu uma posição dura contra o Norte e ameaçou uma ação unilateral se a China não trabalhar com ele para conter o programa nuclear do país isolado.

Pyongyang já organizou cinco testes nucleares, dois deles no ano passado, e a análise de imagens de satélite sugere que poderia estar se preparando para um sexto.

Citando agentes de inteligência, a AFP informou que poderia faltar menos de dois anos para que a Coréia do Norte consiga a habilidade de atacar os EUA com mísseis intercontinentais auto-desenvolvidos.”

Com o aumento da tensão só resta aguardar os próximos movimentos no tabuleiro de xadrez da geopolítica mundial atual.

Olavo Mendonça.

Fonte da notícia: THE KOREA TIMES

LEIA MAIS:

China posiciona 150 mil tropas na fronteira com a Coréia do Norte

EUA lançam dezenas de mísseis contra a Síria e enfurece Rússia

Russos navegam a pleno vapor em direção aos navios americanos que atacaram a Síria

Base na Síria volta a operar 24h após ser alvo de mísseis dos EUA

Guerra da Síria: um ensaio para a Terceira Guerra Mundial?

Coreia do Norte alerta para ataque nuclear contra EUA em caso de provocação

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA