Socialistas usam imagem de mulher crucificada para promover o aborto na Espanha

0

O Site ACIDIGITAL informou que na Espanha, as Juventudes Socialistas da Galícia, lançaram uma campanha para evitar que a lei do aborto seja reformada conforme as exigem os Pró-vidas ao governo espanhol. Para isso, estão utilizando uma imagem de uma mulher crucificada com o rosto tapado com o lema: ” Tens direito à vida, tens direito a decidir”.

Segundo informações da Europa Press, a campanha será lançada pelas redes sociais.

Para o secretário geral de Juventudes Socialistas, Aitor Bouza, a reforma da lei do aborto é “um retrocesso próprio de tempos franquistas” porque tira “o direito de decidir às mulheres”. Por isso, se mostrou a favor de manter a lei do aborto aprovada pelo PSOE em 2010, que modificou a legislação de 1985.

Em 2010, a lei liberalizou o aborto até a 14ª semana de gestação e até a 22ª semana para quando há “graves riscos para a vida ou a saúde da mãe ou do feto”, e em adiante quando há má formação do feto.

Ainda segundo Bouza, a proposta para reverter esta legislação a favor dos nascituros responde “a razões ideológicas, lideradas pela Igreja Católica” e supõe “voltar para épocas passadas de manipulação e doutrinação”.

Nesse sentido, para a secretária de Igualdade dos jovens socialistas, Anabel Rey, reformar a lei tal como propõem os pró-vida, supõe situar-se “ao nível de países como a Polônia, Irlanda e Malta”, onde o aborto é restringido. No caso de Malta, o aborto não é legal em nenhum caso.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=25393 e Página do professor Felipe Aquino.

{jcomments on}

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA