Auditoria aponta lisura em processo de compra de capas de chuva pela PM

0

Auditoria aponta lisura em processo de compra de capas de chuva pela PM.

A recomendação da secretária Vânia Vieira, é de que mais empresas devem ser consultadas. Pedido de compra polêmico derrubou o comandante da corporação

A Secretaria de Transparência e Controle do Distrito Federal (STC-DF) divulgou, nesta segunda-feira (13/5), que o processo de licitação da compra de 17 mil capas de chuva, em um orçamento de R$ 5,3 milhões, para a Polícia Militar do Distrito Federal está de acordo com os parâmetros técnicos e legais. A inclusão desse pedido de compra para a Copa das Confederações e Copa do Mundo levou à exoneração o ex-comandante da polícia Militar Suamy Santana no começo deste mês.

Três pontos foram analisados pela auditoria: a especificação, a quantidade e o preço dos equipamentos. A avaliação indicou que os dois primeiros pontos estavam de acordo com as necessidades da corporação, já o preço pode ser reavaliado.

O caso:

O governador Agnelo Queiroz (PT-DF) determinou no dia 1º/5 a suspensão da compra de capas de chuva que seriam usadas pelos policiais militares do Distrito Federal. A negociação iria custar R$ 5,3 milhões aos cofres públicos e recebeu críticas por ter sido autorizada sob a justificativa de utilização durante a Copa das Confederações 2013 e a Copa do Mundo de 2014. O problema é que as competições serão realizadas no meio do ano, período em que historicamente não chove na capital federal.

Com informações de Almiro Marcos

Fonte: Correioweb

Foto: Blog do Tenente Poliglota

{jcomments on}

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.