General publica manifesto ao povo brasileiro

0

General Azevedo

Texto do General Azevedo, recém saído do forno, SOBRE AS MANIFESTAÇÕES:

Uma expectativa infundada e um treinamento consumado.

“Volta e meia, brasileiros desiludidos com os rumos caóticos que o desgoverno tem traçado para o País na busca da sua total dominação, comentam desairosos sobre a falta de atitude dos militares.

Apegados ao pensamento de que a esbórnia ultrapassou os limites, julgam que um poder moderador deveria expulsar a canalhada.

As Forças Armadas, segundo eles, seria o último bastião, visto que a sociedade bolsista abonada com maracutaias eleitoreiras, dificilmente adotará qualquer medida em prol de um Brasil democrático, principalmente, se isto lhe custar a perda de algum beneficio.

Contudo, pela falta de um mínimo de esforço das instituições militares preservarem os seus próprios princípios, julgam eles, elas não têm a menor intenção de salvaguardar os destinos da Nação.

Assim, é de julgar – se que mesmo não tendo razão, a esperança daqueles brasileiros é infundada. Sua expectativa não é impossível, mas é improvável.

Indubitavelmente, os chefes militares devem perceber esta expectativa, e o PT também.

Quanto aos chefes militares, provavelmente diante de todas as pressões, a cada dia dormem com o pesadelo dos preocupados.

A Contrarrevolução de 31 de março de 1964 e os resultados funestos para aquela heroica ação no atual cenário tornaram – se uma pesada acusação para os então bem intencionados chefes militares.

Na atualidade, as injustiças levam a qualquer autoridade militar a pensar muitas vezes, se valerá a pena um novo sacrifício. O povo brasileiro merece ou mereceu o esforço?

Contudo, o outro lado, temeroso, também se prepara, caso aja uma mudança de cenário, e temos assistido a um tremendo esforço no treinamento das forças que o PT pretende mobilizar, caso pressinta que poderá ser obstado em suas pretensões.

Recentemente, a Força Nacional de Segurança (FNS) tornou – se o braço armado do desgoverno em caso de necessidade. No âmbito legal da ilegalidade, recordem da elevação da sua capacidade de atuar em todo o território nacional e a malta de autoridades (hoje, além dos governadores, todos os ministros, o que fere a autonomia dos estados, prevista no pacto federativo!) com prerrogativas de solicitar o seu emprego.

O esforço da Comissão da Verdade e a criação de Grupo de Trabalho para atuar nos quartéis demonstram que o desgoverno pretende matar o mal pela raiz. Os porcos selvagens têm que ser encurralados, é a ordem da cúpula.

Observem a mobilização nas universidades que açulam jovens para atuar de forma agressiva, à mobilização “em força”‘ de diversas entidades, como o MST, as indígenas, os movimentos sindicalistas cada vez mais destrutivos, os em prol da liberação das drogas, etc.

Prestem atenção à exacerbação dos mais diversos movimentos, como o “pelo passe livre” que assolou São Paulo com o caos, nos dão uma amostra do que acontecerá quando o desgoverno determinar que seus instrumentos armados saiam às ruas.

Sim, os mais céticos entendem que de fato a força bruta da tirania está em fase de treinamento, e contará, inclusive, com bandos de bandidos armados, como ocorreu em Santa Catarina na quebra da ordem publica, queimando ônibus e atemorizando a população.

Futuramente, para sobrepor – se a tudo, o desgoverno, demonstrando quem realmente manda, determinará aos seus instrumentos de pressão que parem a Nação.

Por tudo, alguns julgam que se os militares não reagirem diante do descalabro, a solução para os que não admitem tal estado de coisas é pedir para serem fuzilados em praça pública ou exilados para alhures, por que aqui será impossível viver.”

Brasília, DF, 16 de Junho de 2013

Gen. Bda Rfm Valmir Fonseca Azevedo Pereira

Fonte: Pátria Amada Brasil

Artigos Relacionados

 

General de Exército diz: TEMOS A OBRIGAÇÃO DE EVITAR UMA GUERRA CIVIL SANGRENTA

 

 

Coronel do Exército afirma que o Brasil está a três passos da guerra civil

 

Militares acreditam em ‘golpe’ da esquerda no Brasil

 

Exército vai proteger mais de 600 instalações críticas à própria segurança do Estado

 

Generais e Oficiais Militares lançam manifesto de Alerta à Nação

 

Manifesto de Alerta à Nação de Generais e Oficiais recebe mais de 900 adesões

 

Governo quer que Força Nacional vire PM Federal permanente

 

Universidade do governo terá aulas de marxismo

 

Congresso aprova lei que permite que exércitos estrangeiros entrem no Brasil

 

DEPRECIAR, DESMERECER, DESMILITARIZAR

 

Leia e entenda a PEC 51 que quer desmilitarizar as PM’s

 

O perigo e a falácia da desmilitarização da polícia

 

Faça a sua parte: Estude!

 

{jcomments on}

 

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA