Homenagem ao Padre Mateo Alonso

0

Em 2003 eu tive o privilégio de assistir a uma missa com o Padre Mateo Alonso na Igreja Sagrado Coração de Jesus e Nossa Senhora das Mercês na 615 sul.

Na ocasião, eu estava fardado por ser um dia de semana e era missa das 19:00 horas. Ao final da celebração, como costume naquela paróquia, o Padre Mateo chamou aqueles que assistiam a missa ali pela primeira vez para se aproximarem do altar e receberem as boas vindas.

Não pensei duas vezes e me apresentei. Seguiu a bela música “Amigo é uma alegria em ter você aqui”, com a entrega de um cartão com uma belíssima imagem e oração do Sagrado Coração de Jesus.

Desde então nunca mais deixei de servir a Deus e a Santa Mãe Igreja. O Padre Mateo sempre foi para mim e para minha família um pai espiritual dedicado e amoroso, sempre preocupado com a nossa vida espiritual, casamento, trabalho, etc.

Ele batizou o meu primeiro filho.

Ele esteve ao meu lado em todos os momentos difíceis desses dez anos, sempre com a sabedoria e a autoridade de Sacerdote do Deus Altíssimo.

Tive o privilégio de visitá-lo no Rio de Janeiro, depois da sua transferência para a Paróquia Mercedária de lá.

Passamos um dia abençoado, indo ao Pão de Açúcar e ao bondinho, pelo menos até a primeira estação pois o Padre Mateo não gostava muito de altura.

Agora que ele está na Glória do Pai Celestial, contemplando face a face o próprio Deus, imagino que ao chegar lá ele foi recepcionado pelo seu confrade, o saudoso Padre Carlos, e que após rirem, com faziam aqui na terra como bons amigos que eram, o Padre Carlos deve tê-lo levado para dar uma volta na casa do Pai, que tem muitas moradas, se não fosse assim Jesus teria dito, e ajudá-lo a rever saudosos parentes como os pais dele.

Ao querido amigo, intercedei junto a Jesus por nós que aqui ficamos peregrinando nessa terra árdua e pagã.

Do seu amigo,

Olavo Mendonça.

Segue um vídeo gravado na sua missa de despedida em Brasília, onde ele, como sempre fazia, fez uma piadinha:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA