Citando Olavo de Carvalho em formatura da Polícia Militar

0

Discurso de formatura do CAO 2016 – CAP Olavo.

Com a devida permissão do Senhor Comandante Geral, ao qual cumprimento todos os demais comandantes, chefes, diretores e autoridades presentes.

Caros colegas de turma, senhoras e senhores, bom dia.

Neste dia histórico para a Polícia Militar do Distrito Federal, onde são formados 42 capitães aperfeiçoados, e também pós-graduados pelo Instituto Superior de Ciências Policiais, venho proferir algumas breves palavras como orador da turma, honraria esta imerecida e a qual tentarei fazer jus a tamanha honra.

Depois desses longos 7 meses de curso, passados em tempo integral no CAEP da Polícia Militar, podemos hoje dizer: “somos diferentes de quando entramos. ” Somos diferentes pois esses meses de convivência e de estudo, com dedicação total a nossa bicentenária Polícia Militar, nos levou a repensar e a reafirmar toda uma sorte de valores que poderiam estar, há algum tempo, esquecidos.

O filósofo de Olavo de Carvalho em sua mensagem de final de ano aos seus alunos enviou um pequeno texto chamado “prometam ser”. Esse texto, profundo e cheio de informações precisas e preciosas, fala da importância de se buscar, em uma sociedade em gravíssima crise religiosa, moral e social, onde praticamente tudo em volta induz à loucura, a importância da centralidade do ser em sentido pleno. Esse ser é a autoconsciência de quem cada um de nós é neste mundo e qual a nossa missão neste tempo de vida curto e imprevisível que nos é dado pela Graça Divina. Este é o primeiro aspecto de grande importância que gostaria de frisar neste momento ímpar na vida profissional destes nobres capitães aperfeiçoados que aqui se encontram.

Um segundo aspecto, fundamental e de suma importância para todo o ser humano em geral e para nós em específico, é o tempo. O Livro do Eclesiastes das Sagradas Escrituras fala sobre isso de maneira insuperável com seus versos que dizem no capítulo 3: “Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus”. Esse mesmo trecho bíblico foi citado pelo então cadete orador da sétima turma em sua última alocução antes da formatura de aspirantes no pátio da Academia de Polícia Militar em dezembro de 1998. Agora, passados 18 anos, é chegada a nossa vez, de membros da nona, décima e décima primeira turmas de Oficiais da PMDF dizerem em um segundo momento da carreira: “Para tudo há o tempo certo”. Hoje é o nosso dia, o nosso tempo de dizer completamos mais uma etapa da carreira, a segunda de três fases de formação, e agora novos tempos virão para nós.

Completando estes dois aspectos, o ser e o tempo, que juntos formam a nossa vida em sentido pleno, chegamos à conclusão que a maturidade e a experiência são muito mais importantes do que se podia supor e que hoje, mesmo com todas as dificuldades podemos reafirmar ao sermos questionados por terceiros sobre o que somos, respondermos sou capitão da polícia militar. Este sou, hoje, e a cada dia dentro da nossa corporação, se torna mais profundo e irreversível, tornando os nossos valores, qualidades e defeitos, tão parecidos com a da nossa casa profissional. Quando juramos, perante Deus, da bandeira do Brasil, do chefe do Estado e da nossa família, servir e proteger mesmo com o risco da nossa vida, há quase duas décadas atrás, hoje sabemos, de maneira plena, o que este pacto de serviço e amor a sociedade brasiliense realmente significa, já que ele é reafirmado por mais de 500 policiais todos os anos com o próprio sangue. Isto não é, de forma alguma, motivo para tristeza ou rancor, mas sim, de prova de amor e abnegação, pois a missão da polícia militar, que é servir e proteger a nossa sociedade, é maior que a própria corporação, e a nossa corporação é maior e mais importante que os interesses pessoais dos seus membros. Isso é senso de pertencimento a uma causa maior que nós mesmos. E isso, hoje, neste mundo de caos, é de uma importância vital, para nós como seres humanos e para o nosso amado Brasil.

Que Deus Pai todo poderoso, Senhor do Céu e da Terra, e o seu Filho Unigênito, Nosso Senhor Jesus Cristo, nos proteja e nos guarde por toda nossa vida e a nossa carreira para que possamos dizer “completamos essa fase. Que venha a próxima! ”

Capitão Olavo Mendonça.

BSB 29 de abril de 2016.

Veja o vídeo do Professor Olavo de Carvalho citado no texto:

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA