Trailer de Monitoramento – COMMANDER 3400

1
Commander 3400 - Monitoramento Móvel

Uma das dificuldades que se apresentam nas ações de coordenação das de policiamento é o controle e monitoramento. Com o efetivo espalhado em campo o comando da operação, muitas vezes, não tem elementos objetivos para a tomada de decisão sendo obrigados a agir “às cegas”. Contudo, hoje existem recursos tecnológicos que podem ser decisivos para que comandantes possam tomar decisões mais adequadas e, ao mesmo tempo, apoiar o efetivo no terreno com informações precisas. Este é o caso do Commander 3400, trailer de monitoramento, da Mobile Pro Systems, que pode ser empregado em soluções de comunicação, vigilância e hoje é usado em departamentos de polícia e agências nos Estados Unidos.

Equipamento utilizado para monitoramento em cidade

O equipamento pesa cerca de 1360 kg e, quando em operação, um comprimento de aproximadamente 3,5 m. O equipamento tem a estrutura de reboque podendo ser transportado com facilidade para o local de instalação. Entre suas características estão um mastro telescópico giratório com sistema de estabilização, câmeras de vigilância, rede wireless, conexão com smartphone, memoria para armazenamento de vídeo e uma matriz recarregável com 12 baterias de 12 volts.

Centro de comando e controle – recebe as imagens da solução para coordenar e monitorar o policiamento

O sistema foi desenvolvido para ser utilizado tanto em operações de curta duração, como jogos de futebol ou manifestações, como pode permanecer no terreno por mais tempo em na realização do monitoramento, em áreas de altos índices de criminalidade ou trânsito intenso. Ainda pode ser utilizado como backup, para restaurar o sistema de comunicação de forma emergencial, utilizando rede wireless ponto a ponto, mesh (veja nota no final da reportagem) ou utilizando a rede de telefonia celular.

Uma grande vantagem é que o equipamento não requer muita atenção após sua instalação no ponto de operação. Como tem um sistema de geradores, sempre que as baterias estão baixas a recarga ocorre automaticamente. Assim é possível que o Commander 3400 opere sem intervalos por meses, com apenas alguns litros de gasolina ou óleo diesel. Também pode-se optar pela utilização de painéis solares para a realização da recarga.

 

Placas solares

O mais interessante é que este hardware pode ser utilizado com diversos sistemas que permitam desde a identificação de pessoas através de reconhecimento facial, controle de veículos por OCR ou qualquer funcionalidade que a corporação policial queira integrar a solução. Por exemplo, o pessoal que está nas salas de monitoramento pode identificar um criminoso procurado em meio à multidão, alertando e direcionando os policiais em campo para execução da prisão.

LRAD - Long Range Acoustic Device
LRAD – Long Range Acoustic Device

A solução também pode ser equipada com um LRAD (Long Range Acoustic Device ou Dispositivo Acústico de Longo Alcance), conhecido no Brasil como canhão sônico. O LRAD pode ser utilizado tanto para notificar e orientar a população, principalmente multidões, quanto no controle de distúrbios civis. Desenvolvido pela LRAD Corporation para transmitir em longas distâncias mensagens e tons “dissuasivos” causadores de dor. Os aparelhos vêm em várias iterações que podem produzir diferentes graus de som. O canhão produz um som que pode ser direcionado a um ângulo de até 30 graus, e o modelo militar LRAD 2000X pode transmitir comandos de voz de até 162dB a até 8,85 km de distância.

Para ver todas as especificações técnicas é só baixar o arquivo no link abaixo:

LINK – COMMANDER 3400

Vídeo:

Fontes:

http://gizmodo.uol.com.br/canhao-som-lrad/

http://www.policemag.com/channel/technology/articles/2017/03/mobile-pro-systems-remote-connection.aspx

http://www.mobileprosystems.com/products/mobile-surveillance-trailer-commander-3400/

 

Nota

REDE MESH: Rede mesh ou rede de malha, é uma alternativa de protocolo ao padrão 802.11 para diretrizes de tráfego de dados e voz além das redes a cabo ou infraestrutura wireless.

Uma rede mesh é composta de vários nós/roteadores, que passam a se comportar como uma única e grande rede, possibilitando que o cliente se conecte em qualquer um destes nós. Os nós têm a função de repetidores e cada nó está conectado a um ou mais dos outros nós. Desta maneira é possível transmitir mensagens de um nó a outro por diferentes caminhos. Já existem redes com cerca de 500 nós e mais de 400.000 usuários operando.

Redes do tipo mesh possuem a vantagem de serem redes de baixo custo, fácil implantação e bastante tolerantes a falhas. A esta característica tem-se dado o nome de “resiliência”. Nessas redes, roteadores sem fio são geralmente instalados no topo de edifícios e comunicam-se entre si usando protocolos como o OLSR em modo ad hoc através de múltiplos saltos de forma a encaminhar pacotes de dados aos seus destinos. Usuários nos edifícios podem se conectar à rede mesh de forma cabeada, em geral via Ethernet, ou sem fio, através de redes 802.11. Quando estiverem 100% definidos os parâmetros para padronização do protocolo mesh pelo IEEE, este protocolo será denominado padrão 802.11s.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Redes_Mesh

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. sergio disse:Simples, redução de mais do que 13% em relação ao governo anterior, que não investia quase nada. O resto é trucagem do &#r;202ca8a”. E o pior é que enrola um monte de gente, lamentável!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA