Coronel César é o novo Comandante da PM de Brasília

0

O Coronel Florisvaldo Ferreira Cesar tem 44 anos e nasceu em Brasília. Formado em Política e Estratégia pela Escola Superior de Guerra e bacharel em Segurança Pública pela Academia de Polícia Militar do DF. Tem pós-graduação em Direito Internacional dos Conflitos Armados pela Universidade de Brasília (UnB), em Alinhamento Estratégico pela Academia de Polícia do Ceará e na área de ensino pela PMDF, por onde concluiu ainda cursos de Gerenciamento de Crise, Inteligência e Negociação. Atualmente, é chefe do Departamento Operacional da PMDF, mas já esteve à frente do Comando de Policiamento Regional Metropolitano durante a Copa do Mundo e do Batalhão de Taguatinga. Integra a PM desde 1990 e é coronel desde dezembro de 2013.

Participou também de missões de paz da ONU na Sérvia (2004-2005) e na África (2009-2010).

PALAVRAS DO GOVERNADOR Reconhecimento nas corporações, capacidade de liderança e diálogo, foco na área operacional e boa formação profissional são características comuns dos chefes da futura cúpula da Segurança Pública do DF. Quem garante é o governador eleito Rodrigo Rollemberg, que anunciou ontem o coronel Florisvaldo Ferreira Cesar para o Comando da Polícia Militar; o delegado Eric Seba de Castro, para a Diretoria da Polícia Civil; e o coronel Hamilton Santos Esteves Junior para o Comando do Corpo de Bombeiros. “Todos são reconhecidos, com trajetórias bastante relevantes”, discursou Rollemberg, durante o anúncio. Juntos, eles ajudarão o secretário de Segurança Pública e Paz Social, Arthur Trindade Maranhão, a implementar no DF o programa “Pacto pela Vida”, que será a principal política pública da área na gestão de Rollemberg. O modelo será copiado de Pernambuco, graças ao sucesso do programa, que, segundo o governador eleito, reduziu consideravelmente os índices de violência no estado, na gestão do então governador Eduardo Campos.

“Eles têm a missão de transformar Brasília numa cidade tranquila e ampliar a sensação de segurança das pessoas na cidade”, discursou Rollemberg. “Temos que direcionar a polícia para o cidadão. Nosso desafio é transformar, cada vez mais, a PM em um polícia comunitária, de contato com o cidadão.”

Fonte: Correioweb.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA