Ex-comandante do Bope reage a assalto e mata bandido

0

Um homem morreu na tentativa de assalto ao ex-comandante do Bope, o coronel Fernando Príncipe Martins, em Camboinhas, Niterói. O oficial, que está lotado na Diretoria Geral de Pessoal da PM, tinha acabado de sair de uma festa de aniversário, na companhia de amigos — entre eles a desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio, Renta Cotta — quando foi surpreendido por dois bandidos numa moto.

Ele estava próximo ao seu carro, um Porsche amarelo, quando um dos homens desceu da garupa e anunciou o assalto. Anderson Serafim dos Santos deu os primeiros disparos, mas foi atingido em seguida e morreu no local.

O comparsa dele conseguiu fugir e estaria escondido em São Gonçalo. Com Anderson, foram apreendidos drogas, um celular, uma pistola 9 mm e um rádio transmissor. “Quando cheguei no local onde estava meu carro, percebi que passou uma motocicleta com dois homens. Depois, eles voltaram, foram para um lado da pista e fizeram o mesmo caminho pela segunda vez. Quando o garupa desembarcou com a pistola, eu já estava com a arma na mão”, contou Príncipe, que conseguiu sair ileso. Seu Porsche também não foi atingido.

O oficial disse que o bandido teria dado três tiros. Já ele, pelo menos dez. “O mal é inferior ao bem. O bem tem que ser superior ao mal. Se o mal faz três disparos, o bem pode fazer até 50”, filosofou o oficial. O coronel contou ainda que seus amigos estavam dentro de um outro carro quando ocorreu a troca de tiros e também não sofreram ferimentos. Príncipe não acredita que os bandidos queriam levar seu Porsche.

“Não é um carro que você rouba e passa despercebido. Acho que eles queriam coisas de valor como relógios, cordão”, contou. Apesar do episódio, o oficial não considera Camboinhas um lugar perigoso.

Fonte: Sobrevivente na PMRJ.

{jcomments on}

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA