Especial Miras laser, telescópica

0

Atirar é uma coisa, acertar o alvo é algo completamente diferente, e mais difícil. Até então, nada é mais recomendável para se tornar um bom atirador do que treinar – muito – as técnicas de tiro. Só se aprende a atirar atirando, principalmente quando se está utilizando o armamento que será empregado no cotidiano, no caso dos policiais.

Apesar dessa verdade sobre a necessidade de treinamento, desde quando começou a fabricar armas, o homem procurou encontrar mecanismos eficientes para tornar o tiro mais preciso. A esses mecanismos damos o nome de “mira”, que se utilizam de equipamentos como satélites, através dos quais mísseis supermodernos são teleguiados, até simples saliências nos canos das armas, facilitando o direcionamento do projétil ao alvo desejado.

Alça e Massa de Mira

A saliência a que nos referimos acima é comum em praticamente todas as armas de fogo fabricadas na atualidade. Na verdade, são duas saliências: a alça de mira e a massa de mira, localizadas na parte anterior e posterior da arma de fogo, respectivamente. Basicamente, a alça é uma saliência na parte de trás da arma, com um vazio que será preenchido corretamente na visão do atirador se ele alinhar a alça com a massa de mira, saliência localizada na extremidade do cano da arma. Quando a alça estiver preenchida com a massa de mira na visualização do atirador, o disparo deve ser realizado, pois a precisão certamente ocorrerá. A desvantagem é que, com esse mecanismo, um tiro perfeito tem que ser feito com um dos olhos fechados.

imagem-de-mira
Mira Telescópica

Mira Telescópica

Outro tipo de mira, geralmente utilizado em armas longas, é a mira telescópica. Ela é nada mais que uma lente de aumento, com uma compensação, onde o atirador pode visualizar seu alvo e centralizá-lo no campo de visão da lente (geralmente marcado por linhas perpendiculares). Após centralizar o alvo, basta realizar o disparo. Lentes telescópicas são muito utilizadas por atiradores de elite, que realizam disparos com armas longas a muitos metros de distância.

pistola-laser
Mira a laser em pistola

Mira a Laser

As miras a laser, diferentemente da mira convencional “alça e massa” e da mira telescópica, não se utilizam apenas da visão do atirador, através de um mecanismo de compensação, para determinar o alvo a ser atingido. As miras a laser, geralmente embutidas em armas curtas ou longas, têm a funcionalidade de projetar um feixe de luz sobre o alvo, fazendo com que o atirador visualize um ponto luminoso no local a ser atingido. O grande problema das miras a laser é que dificilmente servirão para locais iluminados, e, em ambientes escuros, fazem com que o policial seja percebido assim que ela é acionada. Sua vantagem é a possibilidade de realizar um disparo preciso com ambos os olhos abertos.

* * *

É importante frisar que o tiro policial, via de regra, ocorre instintivamente, não havendo tempo hábil para que se utilize os recursos das miras – aí, mais uma vez, entra a necessidade de treinamento. Porém, trata-se de um mecanismo que, a depender da necessidade de emprego, poderá ser determinante para abater um oponente, salvando, assim, a vida dos policiais e demais pessoas envolvidas numa ocorrência. Se você puder usar as miras, não dispense esse recurso, sempre lembrando da possibilidade e necessidade do tiro instintivo, a curta distância, qualquer momento.

Autor: Danillo Ferreira – Tenente da Polícia Militar da Bahia, associado ao Fórum Brasileiro de Segurança Pública e graduando em Filosofia pela UEFS-BA. | Contato: abordagempolicial@gmail.com

Fonte: abordagem policial

Fontes das fotos: página do monteiro, Eco caça e pescaria, Toda oferta uol e Ultra dowloads.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.