Olavo Mendonça

0

Olavo Freitas Mendonça é Major da Polícia Militar do Distrito Federal. Nasceu em Brasília e mora em Águas Claras, cidade satélite da Capital da República. 
Desde a tenra idade sentia a vocação para ser policial. Era comum em seus desenhos retratar-se como um policial fardado. Isso aos cinco anos. Passou a infância na cidade de Taguatinga, depois mudou-se para o Bairro do Cruzeiro novo onde formou-se como técnico em administração.
Começou a trabalhar aos 15 anos no comércio do bairro até que finalmente pôde fazer o tão sonhado concurso para a Polícia Militar. Depois de três tentativas, finalmente foi aprovado e começou a cursar o CFO (Curso de Formação de Oficiais) em 1998, aos 21 anos.
No primeiro ano do curso foi indicado para pertencer ao NEPREC, Núcleo de Estudos para a Prevenção do Crime, da Academia de Polícia. No segundo ano assumiu a Direção do Núcleo até o ano de 2000. Foi graças ao NEPREC que o então Cadete Olavo começou a ter contato com os conhecimentos teóricos que fundamentam os estudos do crime, dos criminosos e da suas ações na Sociedade e, por consequência, como combatê-las.
Em 2000, foi declarado Aspirante a Oficial, terminando a fase de estudos e treinamento. Foi lotado no Primeiro Batalhão de Polícia Militar, responsável pelo policiamento da Asa Sul do Plano Piloto, parte central de Brasília. Durante a sua atuação no Batalhão se destacou pelo atendimento de ocorrências graves, com prisões de criminosos perigosos e comandou equipes de serviço na escala noturna e diurna, além de chefia de várias seções como Manutenção de frota, PCSV, GTOP 21 (do qual foi fundador), dentre outros. 
Em 2004,foi convocado para participar da fundação de uma nova Unidade Especializada da PMDF, com o foco operacional em atendimento de ocorrências de grande potencial ofensivo e de combate ao crime de roubo com restrição de liberdade da vítima, apelidado pela população de “sequestro relâmpago”. Essa nova Unidade se chamaria ROTAM, hoje a tropa mais conceituada de combate ao crime na Capital Federal. Assumindo o segundo pelotão, ou equipe B, o Capitão Olavo deu prosseguimento ao cumprimento das missões participando do atendimento de várias ocorrências graves com sucesso absoluto, recebendo inclusive um elogio por escrito do Comandante Geral, Coronel Azevedo, pela localização e libertação de uma vítima de sequestro relâmpago, com a prisão dos criminosos. 
Após servir na ROTAM, no Batalhão de Polícia Rodoviária, BPRV, no Estado Maior e no Departamento Operacional, Olavo deu início a pesquisa técnica prospectiva na aérea de computação embarcada policial. Essa pesquisa durou dois anos, de 2007 até 2009, onde, após finalizadas, deram início ao projeto chamado Terminal Remoto Embarcado, que informatizaria toda a frota de viaturas operacionais da PMDF. Esse projeto foi iniciado em  2009 e teve a sua implementação concluída em 2012.
Especialista em tecnologias de uso operacional, com aplicação direta no combate ao crime, ele também trabalhou nos convênios que deram acesso aos dados administrativos de trânsito e dos mais de 250 mil mandados de prisão fornecidos pelo CNJ, Conselho Nacional de Justiça, para os Terminais Remotos e para a intranet da PMDF, que permitem que esses dados fundamentais para o serviço policial estejam à mão do policial militar, garantindo assim maior eficiência e eficácia do serviço policial.
É professor no Instituto Superior de Ciências Policiais nas matérias de Criminalística policial militar, Criminologia e das matérias de Uso Progressivo da Força e Tecnologias Menos que Letais. Também é pós graduado em Ciências Policiais pelo mesmo Instituto tendo o seu trabalho de conclusão de curso o tema de modelo de polícia comparada entre o Brasil e os Estados Unidos, artigo esse que foi publicado nos sites da FENEME (Federação Nacional dos Militares Estaduais), da FENAPEF (Federação Nacional dos Policiais Federais), dentre outros.
Estudioso do tema segurança pública, no seu recorte prevenção e repressão crime, e tem mais de 70 artigos publicados na internet, em vários sites e publicações, além de um programa de rádio na Rádio Federal em Brasília.
Desde 2009 Olavo tem se dedicado a estudos mais aprofundados em áreas como filosofia, política, história, teologia, eclesiologia, dentre outros.
Após 4 anos de estudos, com pontos de vista já amadurecidos, ele criou, com auxílio do Luiz Fernando Aguiar, uma revista eletrônica voltada para o público policial chamada BlitzDigital em 2013. Desde o seu lançamento o site teve mais de um milhão de acessos e conta hoje com 18 colunistas e mais de mil artigos publicados nas seções de artigos, fé, cultura, notícias e tecnologia.

Atualmente serve na Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal como gerente de atendimento e despacho da CIADE.

Alguns artigos publicados:

Artigo Científico (TCC):

Um Estudo de Polícia Comparada: Brasil e Estados Unidos da América

Sobre audiência de custódia:

Audiência de custódia: propagando a impunidade

Sobre o desarmamento da população civil:

Desarmados e chacinados

Livro: Mentiram para mim sobre o desarmamento

Sobre o assassinato de policiais:

Quantos policiais morrem por ano no Brasil?

Artigos policiais:

10 dicas para uso da TASER

Novos blindados do BPChoque da PMDF. A tradição continua

E nós, policiais militares, o que devemos fazer nesse momento de trevas?

PMDF recebe submetralhadoras, porém armas vem com defeito

Meios de prova: Impressões digitais

Entendendo o uso de agentes químicos

Cassetete ou bastão retrátil?

Guarda Municipal, problema ou solução?

Como um General Francês e um Coronel médico ajudaram a criar a PMDF de hoje

O inferno de Dante na PM

Exortação ao Cadete da Polícia Militar

Chega de apologia as drogas!

Como a omissão e a impunidade assassinaram o Sargento Vieira

Cuidados com o uso das algemas

Revólver Magnum 44

A importância da bandoleira tática

Dicas de uso de pistola por policial

Fuzil Barrett .50

Entendendo a epidemia de suicídios na polícia brasileira

A ajuda que vem do céu, o uso de helicópteros policiais

Mais uma PT 24/7 dispara sozinha

Empresa lança pistola de dois canos

Taurus lança nova pistola, nos EUA!

Polícia Argentina informatiza viaturas

Jornal inicia campanha anticristã contra policiais

PMDF tem confronto com manifestantes e veículos de imprensa manipulam notícia

Sobre a busca da verdade:

A busca da Verdade dentro e fora da Polícia Militar

Sobre o comunismo:

A bomba atômica do comunismo

Livro: Esquerda Caviar

Sobre o fim da PM:

O homem, a polícia e os glóbulos brancos

Leia e entenda a PEC 51 que quer desmilitarizar as PM’s

Estão tentando impor a luta de classes dentro da PM

A desmilitarização da PM e o genocídio do crime no Brasil

Sobre modelo de polícia comparada:

Só existe polícia militar no Brasil?

Qual a diferença da polícia dos Estados Unidos e a do Brasil?

México cria polícia militar para combater crime

A militarização das polícias norte-americanas

Polícia Francesa X Polícia Brasileira
(Co-autor)

Sobre cultura criminal:

Cultura Criminal

Sobre impunidade:

O crime fora de controle em Brasília

Sobre Olavo de Carvalho:

A minha dívida a Olavo de Carvalho

Sobre fé:

Um católico pode ser Socialista/comunista?

Como identificar infiltrados dentro da Igreja Católica?

Encíclica Papal contra o Comunismo/Socialismo

A Missa Tridentina, grande tesouro da Fé Católica

Juramento contra as heresias do Papa São Pio X

Sua alma por uma Mercedes?

Marcha das Vadias usa imagens que ofendem e atacam a Fé Cristã

 Resenha de livros e filmes:

Um Filme de amor e esperança: The Little Boy

Livro: Ponerologia Psicopatas no Poder

Livro: Bem vindo ao hospício

Livro: Os Demônios

Livro: A Liturgia, por Bento XVI

Livro: O Reno se lança no Tibre

Livro: Pio X

Livro: O Drama de Pilatus

Livro: Concílio Ecumênico Vaticano Segundo: Um debate a ser feito.

Série de livros do “Guia Politicamente incorreto”

Livro “A História de Israel” ajuda a entender a Israel moderna

Sugestões de livros e filmes

 

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA